• Siringoma

    lumines063É um tumor benigno derivado dos ductos de glândulas sudoríparas. São assintomáticos e costumam aparecer nas pálpebras e ao redor dos olhos em pouca ou grande quantidade. Podem surgir em qualquer idade, porem as mulheres são mais afetadas que os homens. O siringoma não tem ligação com colesterol, como o xantelasma.

    Quando as lesões são pequenas e muito numerosas, a pele apresenta-se toda encaroçada, na região afetada. Como as lesões geralmente ocorrem em regiões muito visíveis, frequentemente na face, elas criam uma aparência bastante inestética. Por isso, embora o siringoma não represente um problema médico, seu tratamento tem importante finalidade estética.

    As áreas mais acometidas são as pálpebras e regiões periorbitárias, mas outras áreas também podem ser afetadas, tais como tórax, pescoço, regiões glútea, pubiana e vulvar. As lesões são assintomáticas, porém algumas vezes podem coçar. Os siringomas ocorrem aleatoriamente, de preferência em pessoas do sexo feminino, mas existem formas hereditárias, autossômicas dominantes, que afetam igualmente os dois sexos. Normalmente aparecem como lesões isoladas que vão aumentando em quantidade, porém pode acontecer a forma eruptiva, de início abrupto na adolescência, com grande número de lesões que se tornam disseminadas. As lesões podem coalescer (se fundirem), criando placas. Parece haver uma associação dessas lesões com a síndrome de Down porque elas são mais comuns nos indivíduos com essa condição.

    O tratamento visa à cauterização das lesões, pode ser utilizado criocauterizacao, destruição por bisturi elétrico, ou mesmo, a utilização de laser. Os lasers capazes de realizar uma cauterização eficiente são o laser erbium:yag ou laser de co2.

    Na Clínica Lúmines utilizamos o LASER ERBIUM:YAG da FOTONA. Geralmente, recomendamos duas sessões para a eliminação das lesões.

    Leave a reply →

Leave a reply

Cancel reply